sexta-feira, 25 de março de 2011

DEVOCIONAIS - MATURIDADE


“Dei-lhes leite, e não alimento sólido, pois vocês não estavam em condições de recebê-lo. De fato, vocês ainda não estão em condições, porque ainda são carnais. Porque, visto que há inveja e divisão entre vocês, não estão sendo carnais e agindo como mundanos?”. 
(I Coríntios 3. 2-3)

A igreja é uma família, cujo alvo é a maturidade. Na igreja de Corinto o processo de maturidade espiritual estava atrasado. Os crentes ainda eram crianças em Cristo, imaturos e, estavam bebendo leite, quando deveriam ser pessoas adultas e maduras na fé. Por serem crianças espirituais estavam andando segundo o homem e criando partidos dentro da igreja, promovendo o culto à personalidade. Na igreja de Corinto havia quatro partidos: o partido de Paulo, de Cefas, de Apolo e de Cristo. Não que esses líderes contribuíssem para essa atitude carnal; ao contrário, combatiam-na com tenacidade. Um crente imaturo tem sempre a tendência de seguir um líder e tornar-se dependente dele, em vez de ter um relacionamento pessoal com Jesus. Um crente carnal sente-se mais seguro sob a sombra de alguém do que caminhar resoluto com os olhos fitos em Deus. Um crente carnal é um crente a reboque como Ló; se a corda que o prende a seu líder se romper, ele fica à deriva. Paulo diz que a igreja é uma família, onde essas crianças espirituais precisam crescer rumo à maturidade.

Oração: Ó Senhor, ajuda-nos a crescer como crentes maduros. Retira de nós toda meninice, fragilidade, partidarismos e instabilidade espiritual. Amém!

Pensamento para o dia: Cada crente precisa deixar de ser um “surfista” da palavra (superficial) e se tornar num mergulhador da palavra.

(Adaptado e extraído de http://hernandesdiaslopes.com.br )

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...