sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

10 HOMENS COM QUEM UMA MULHER CRISTÃ NÃO DEVE CASAR-SE




Minha esposa e eu criamos quatro filhas – sem espingardas em casa! – e três delas já se casaram. Nós amamos nossos genros, e é óbvio que Deus escolheu a dedo cada um deles para combinar com os temperamentos e personalidades das nossas filhas.

Eu sempre achei que Deus gosta de agir como “casamenteiro”. Se Ele pôde fazer isso por minhas filhas, Ele pode fazer por você.

Hoje, eu conheço muitas amigas solteiras que gostariam bastante de encontrar o cara certo. Algumas me dizem que as opções são escassas em suas igrejas, então, estão se aventurado no mundo dos encontros online. Outras desistem em desespero, imaginando se ainda resta algum cristão decente por aí. Elas começam a questionar se deveriam baixar seus padrões para encontrar um par.

Meu conselho permanece: não se conforme com menos que o melhor de Deus. Muitas cristãs têm terminado com um Ismael porque a impaciência as empurrou para um casamento infeliz. Por favor, aceite meu conselho paternal: você está muito melhor solteira do que com o cara errado!

Falando de “caras errados”, aqui estão os 10 tipos principais de homens que você deveria evitar ao procurar por um marido:

1. O INCRÉDULO - Por favor, escreva 2 Coríntios 6.14 em um post-it e cole-o em seu computador do trabalho. O texto diz: “Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas?”.. Essa não é uma regra religiosa antiquada. É a Palavra de Deus para você hoje.
Não permita que o charme, o visual ou sucesso financeiro de um homem (ou a disposição dele de ir à igreja com você) te leve a comprometer o que você sabe que é certo. “Namoro missionário” nunca é uma estratégia sábia. Se o rapaz não é um cristão regenerado, risque-o da sua lista. Ele não é o certo para você. Ainda estou para encontrar uma mulher cristã que não se arrependeu de casar-se com um incrédulo.

2. O MENTIROSO - Se você descobrir que o homem com quem você namora tem mentido sobre o passado, ou que está sempre cobrindo seus rastros para esconder segredos de você, fuja para a saída mais próxima. Casamento deve ser construído sobre um fundamento de confiança. Se ele não pode ser confiável, termine agora antes que ele te engane com uma decepção ainda maior.

3. O PLAYBOY - Eu queria poder dizer que se você encontra um cara legal na igreja, pode assumir que ele vive em pureza sexual. Mas esse não é o caso hoje. Tenho ouvido histórias tenebrosas sobre solteiros que servem até na equipe de música no domingo, mas agem como Casanovas durante a semana. Se você se casa com alguém que estava dormindo por aí antes do seu casamento, pode ter certeza de que ele estará dormindo por aí depois do casamento.

4. O CALOTEIRO - Há muitos cristãos firmes que experimentaram o fracasso conjugal há anos atrás. Desde o divórcio, eles vêm experimentando a restauração do Espírito Santo e, agora, desejam casar-se novamente. Segundos casamentos podem ser muito felizes. Mas se você descobre que o homem com quem namora não tem cuidado de seus filhos de um casamento anterior, uma grave falta foi exposta. Qualquer homem que não pague por seus erros do passado ou sustente filhos de um casamento anterior não tratará você com responsabilidade.

5. O VICIADO - Homens de igreja que têm vícios com álcool ou drogas aprendem a esconder seus problemas – mas você não quer esperar até sua lua-de-mel para descobrir que ele é um bebum. Nunca se case com um homem que se recusa a pedir ajuda por seu vício. Insista que ele consiga ajuda profissional e afaste-se. E não entre em um relacionamento codependente em que ele afirma que precisa de você para ficar sóbrio. Você não pode consertá-lo.

6. O VAGAL - Eu tenho uma amiga que percebeu depois de casar-se com o namorado que ele não tinha planos de arrumar um emprego fixo. Ele tinha elaborado uma ótima estratégia: ele ficaria em casa o dia todo e jogaria videogame, enquanto sua esposa trabalhadora labutava e pagava todas as contas. O apóstolo Paulo disse aos tessalonicenses: “Se alguém não quiser trabalhar, não coma também.” (2 Ts 3.10) A mesma regra aplica-se aqui: se um homem não quer trabalhar, não merece casar com você.

7. O NARCISISTA - Eu sinceramente espero que você encontre um rapaz que é bonito. Mas, seja cuidadosa: se seu namorado gasta seis horas por dia na academia e regularmente posta fotos de seus bíceps no Facebook, você tem um problema. Não se apaixone por um cara egocêntrico.  Ele pode ser bonito, mas um homem que está apaixonado pela aparência e por suas próprias necessidades jamais conseguirá te amar sacrificialmente, como Cristo ama a igreja (Ef 5.25). O homem que está sempre se olhando no espelho nunca perceberá você.

8. O ABUSADOR - Homens com tendências abusivas não conseguem controlar sua raiva quando a situação esquenta. Se o rapaz que você namora tem a tendência de perder as estribeiras, seja com você ou com outros, não fique tentada a racionalizar seu comportamento. Ele tem um problema e, se você se casar com ela, terá de navegar por esse campo minado todos os dias evitando desencadear outra explosão.  Homens irritados machucam mulheres – verbal e, às vezes, fisicamente. Procure um homem que seja gentil.

9. O CRIANÇÃO -  Pode chamar-me de antiquado, mas eu suspeito de alguém de 35 anos que vive com seus pais. Se sua mãe ainda está fazendo a comida, a limpeza e passando as roupas dele, pode ter certeza de que ele está parado no tempo. Você está pedindo pro problemas se acha que pode ser esposa de um cara que não cresceu. Recue e, como amiga, encoraje-o a encontrar um mentor que possa ajudá-lo a amadurecer.

10. O CONTROLADOR - Alguns cristãos pensam que casamento se trata de superioridade masculina. Eles podem citar a Escritura e soar super-espirituais, mas, por trás da fachada de autoridade há profunda insegurança e orgulho que pode transformar-se em abuso espiritual. Primeira Pedro 3.7 manda que os maridos tratem suas esposas como semelhantes. Se o homem com quem você namora te rebaixa, faz comentários degradantes sobre mulheres ou parece esmagar seus dons espirituais, recue agora. O poder lhe subiu à cabeça. Mulheres que casam controladores religiosos frequentemente terminam em um pesadelo de depressão.

Se você é uma mulher de Deus, não venda sua primogenitura espiritual casando-se com um rapaz que não merece você. A melhor decisão que você pode tomar na vida é esperar por um homem que se entregou a Jesus.



Tradução: Josaías Jr em Reforma 21
Fonte: J. Lee Grady em Charisma Magazine

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

OS 10 MANDAMENTOS DO NAMORO




Namoro é uma fase muito bonita. É definida como o ato de galantear, cortejar, procurar inspirar amor a alguém. O namoro cristão, tenha a idade que tiver, deve ser uma convivência afetiva preliminar que amadurece e prepara o casal para o compromisso mais profundo. O contrário disso, longe dos princípios de Deus, pode resultar em uma experiência nociva e traumática. 

Observe alguns princípios que ajudam a manter o seu namoro dentro do ponto de vista de Deus. 

1. Não namore por lazer: Namoro não é passatempo e o cristão consciente deve encarar o namoro como uma etapa importante e básica para um relacionamento duradouro e feliz. Casamentos sólidos decorrem de namoros bem ajustados. 

2. Não se prenda em um jugo desigual (2 Co 6:14-18): Iniciar um namoro com alguém que não tem temor a Deus e não é uma nova criatura pode resultar em um casamento equivocado. E atenção: mesmo pessoas que frequentam igrejas evangélicas podem não ser verdadeiros convertidos ou não levarem o relacionamento com Deus a sério. 

3. Imponha limites no relacionamento: O namoro moderno, segundo o ponto de vista dos incrédulos, está deformado e nele intimidade sexual ou práticas que levam a uma intimidade cada vez maior são normais, mas o namoro do cristão não deve ser assim, o que nos leva ao próximo mandamento. 

4. Diga não ao sexo: Deus criou o sexo para ser praticado entre duas pessoas que se amam e têm entre si um compromisso permanente. É uma bênção para ser desfrutada plenamente dentro do casamento; fora dele é impureza. 

5. Promova o diálogo e a comunicação: Conversar é essencial, estabeleça uma comunicação constante, franca e direta e não evite conversar sobre qualquer assunto. 

6. Cultive o romantismo: A convivência a dois deve ser marcada por gentileza, cordialidade e romantismo. Isso não é cafona, nem é coisa do passado e traz brilho ao relacionamento. 

7. Mantenha a dignidade e o respeito: O namoro equilibrado tem um tratamento recíproco de dignidade, respeito e valorização. O respeito é imprescindível para um compromisso respeitoso e duradouro. Desrespeito é falta de amor. 

8. Pratique a fidelidade: Infidelidade no namoro leva à infidelidade no casamento. Fidelidade é elemento imprescindível em qualquer tipo de relacionamento coerente à vontade de Deus, que abomina a leviandade. 

9. Assuma publicamente seu relacionamento: Uma pessoa madura e coerente com a vontade de Deus não precisa e nem deve lutar contra seus sentimentos ou escondê-los.

10. Forme um triângulo amoroso: Namoro realmente cristão só é bom a três: o casal e Deus. Ele deve ser o centro e o objetivo do namoro. 

Deixe Deus orientar e consolidar seu namoro. 
Viva integralmente as bênçãos que Deus tem para você através do namoro. E seja feliz. 


Fonte: Pr. Josué Gonçalves 
http://www.familiaegraca.com.br

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

1. NÃO DURMA COM O PROBLEMA - 27 FERRAMENTAS PARA CONSERTAR O SEU CASAMENTO


1. NÃO DURMA COM O PROBLEMA -  (microfone)

No livro "Casamento Blindado" do casal Pr. Renato e Cristiane Cardoso, há um capítulo com este mesmo título: "27 Ferramentas Para Consertar seu Casamento".
Após fazermos algumas adaptações, usamos este estudo na nossa Classe de Casais que temos na 1ª Igreja Batista em São Vicente.
O estudo se tornou uma grande bênção para a vida de todos os casais que frequentaram nossa classe. Foram muitos compartilhamentos e testemunhos que afirmaram o quanto estas ferramentas realmente abençoaram a vida dos casais e o quanto cada ferramenta os ajudou a consertarem alguns problemas e a prevenirem o surgimento de outros.
Para cada ferramenta buscamos associar uma ferramenta de verdade para fixar ainda mais as idéias desta reflexão. 
Esperamos que estas ferramentas sejam úteis para você e seu cônjuge consertarem todas as rachaduras e brechas que surgirem no seu casamento.
Que Deus os abençoe ricamente. 
Pr. Dener e Silvia Maia
  
Não vá para a cama com um problema não resolvido entre vocês. A Bíblia aconselha: "Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira. Não deis lugar ao diabo." (Ef 4:26-27) 
Dizem por aí que o tempo cura tudo, mas quase nunca isso é verdade. É melhor ir dormir às três horas da manhã, mas abraçadinhos do que ignorar o problema e ir dormir magoado com o cônjuge. 

“Problema adiado é problema piorado”.  

Às vezes seu cônjuge quer resolver o assunto, mas você não quer porque acha que já resolveu. Um problema só está resolvido quando estiver encerrado para os dois. Se um dos dois sente necessidade de falar sobre ele, então ainda não está resolvido.

Pr. Dener e Silvia Maia
(Extraído e adaptado do Livro Casamento Blindado)

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Pastoral: UMA IGREJA CONHECIDA PELO AMOR


“Com isso todos saberão que vocês são meus discípulos, se vocês se amarem uns aos outros". (João 13:35)

O grande pregador e conferencista americano Dwight Lyman Moody (1837-1899) numa de suas mensagens compartilhou um fato verídico acontecido na cidade de Chicago – EUA.

Havia em Chicago um rapaz que frequentava uma determinada Igreja. Certo dia sua família mudou-se para outra parte da cidade que distava cinco quilômetros da sua Igreja. Depois de haver mudado de residência, para ir à sua antiga EBD, ele passava em frente de outras Igrejas onde havia EBD e outras atividades muito boas. 

Um domingo de manhã, uma jovem o convidou para ir à Igreja dela, pois era mais perto, e lhe perguntou por que ia tão longe sendo que havia outras Igrejas tão boas por perto. Aquele jovem respondeu: “Talvez todas sejam boas para as outras pessoas, mas para mim não o são; porque aonde vou, me amam”.

Aquele jovem foi ganho pelo amor.

Como a nossa Igreja é conhecida? O que dizem sobre a nossa Igreja? O que as pessoas falam sobre nós?

Estas são perguntas que não podem ficar sem respostas. Precisamos saber se a nossa Igreja desempenha um papel relevante na nossa comunidade, se está sendo um farol para dissipar as trevas, se está sendo o sal que conserva e da sabor à vida das pessoas, se está sendo um abrigo para o aflito e se está cumprindo a sua missão de fazer discípulos.

Estes alvos são importantes e devemos persegui-los e alcança-los. Porém, o maior título que devemos conquistar é o de UMA IGREJA CONHECIDA PELO AMOR. 

Uma boa mensagem, uma boa música, boas acomodações e boa localização podem atrair pessoas, mas elas só ficarão conosco quando sentirem que são amadas.

Um sorriso e um abraço acompanhados de cordialidade, respeito, simpatia e gentileza tornarão esta Igreja irresistível e inesquecível.

Eu e você somos responsáveis por isso. Vamos receber bem nossos irmãos e nossos visitantes. Compartilhe a sua bíblia, ocupe os lugares da frente e se a Igreja estiver lotada, ceda seu lugar para os idosos, para as mulheres e para os visitantes. 

Assuma o compromisso de ABRAÇAR pelo menos CINCO PESSOAS no final de cada culto. Cumprimente nossos visitantes e apresente-os aos seus amigos. Ore por eles e convide-os a voltarem outras vezes. 

Isto é ser Igreja, esta é a nossa missão, este é o nosso alvo: SERMOS CONHECIDOS PELO AMOR.
Que assim seja! 

Oração: Senhor, faz de mim um instrumento de integração. Acende em mim a chama do amor pelas pessoas, sem discriminação e sem distinção. Ajuda-me a ser amável e cortês com todos. 

Pensamento para o dia: Meu alvo é abraçar e demonstrar amor aos meus irmãos e aos visitantes, falar com eles e orar por eles.

Pr. Dener Maia

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...