sexta-feira, 4 de março de 2016

PASTORAL: DIA DA ESPOSA DO PASTOR



1º DOMINGO DE MARÇO - DIA DA ESPOSA DE PASTOR
“Mulher virtuosa, quem a pode achar? Pois o seu valor muito excede ao de jóias preciosas”
(Provérbios 31:10)
É chamada de mulher sem nome a esposa do pastor, porque dizem: “A esposa do pastor isso, a esposa do pastor aquilo”, logo, ela parece não ter nome próprio, como, por exemplo: Rosana, e a questão não é somente esta, a questão é que as pessoas tendem a pensar que a esposa do pastor não é uma mulher comum, uma mulher normal, como todas as demais, com suas necessidades, fragilidades, carências, fraquezas, debilidades, dores, angústias, e tantas outras coisinhas mais, pensando que ela é ou deveria ser a: Mulher Maravilha, dotada de superpoderes, que além de ser uma excelente esposa, mulher, mãe, amiga, conselheira, líder de vários departamentos da Igreja local, tais como: Regente do coral, presidente da União Feminina, pianista da Igreja, professora das crianças, adolescentes e das moças, e sua família têm que ser e estar sempre impecável, os filhos não podem ser crianças normais, porque isso é um horror, é inadmissível aos olhos dos membros. O marido deve também ser e estar impecável sempre, de modo que no caminho até a Igreja não pode acontecer nenhum imprevisto ou a esposa levará a culpa. E quanto a ela mesma, deve sempre estar bem-vestida com roupas bonitas, da moda e variada, cabelos impecáveis, sempre escovados ou com penteados elegantes, unhas sempre feitas e tudo mais perfeitamente bem combinado. Ela deve ser a modelo da Igreja em todos os quesitos, quanto a sua espiritualidade, conhecimentos bíblicos, eclesiásticos, secular e tudo mais, deve ser exemplo no amor, na alegria, na paz, na longanimidade, na bondade, na benignidade, na fidelidade, na mansidão e no domínio próprio. 
Esse relato parece uma situação tempestuosa, conflitante, desconfortável e de constantes invasão de privacidade para com a esposa do pastor, mas tais enfados não lhes são pesados quando ela ama e esta unida com seu marido no mesmo propósito de servirem ao Senhor juntos em família com amor, prazer, satisfação, dedicação e encaram sua condição como um privilégio dado a ela por Deus, porque ela é uma pessoa muito importante, de grande peso, de grande influência no ministério do seu marido escolhido, capaz e habilitado para toda boa obra em Deus e de Deus. 
Logo, ambos serão ou deverão ser uma família bem-sucedida no âmbito espiritual de modo que usem a Palavra do Senhor como sua única regra de fé e de prática. 
A esposa do pastor precisa de suas constantes orações. Lembre-se de interceder por ela e sua família, peça a Deus que ela tenha sabedoria, paciência, saúde e fé abundantes, entenda que ela possui limitações como qualquer outra pessoa e peça a Deus que a livre das armadilhas e ciladas do maligno. Que Deus abençoe a esposa do nosso pastor. Amém.
Nancy Gonçalves Dusilek 
(Extraído do seu Livro “Mulher Sem Nome”)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...