terça-feira, 28 de maio de 2013

Crescimento De Jovens Evangélicos Chega A 70% No Estado De São Paulo E Chega A 3° No Mundo





O crescimento de jovens evangélicos chega a 70% nos últimos anos em uma região do estado de São Paulo, Brasil. Os dados foram revelados pelo último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os números da pesquisa apontam para 338 mil moradores jovens que declararam ter relação com alguma igreja evangélica na região do ABCD – que compreende a região industrial, com os municípios de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul e Diadema. Com a faixa etária de até 29 anos, o grupo era 236 mil pessoas no ano de 2000.
“Esse crescimento também é atrelado a uma abordagem mais jovem, um público que ficou afastado por muito tempo. No final dos anos 1980, começo dos 1990, começou um movimento gospel que trouxe uma linguagem muito mais voltada para jovens, com músicas, por exemplo”, explicou Magali do Nascimento Cunha, professora do Curso de Teologia da Universidade Metodista de São Paulo, ao jornal ABCD.

“É uma linguagem que não é apenas jovem, mas uma cultura em que ser cristão não é ser ultrapassado, mas que pode ser algo moderno também”, complementou a pesquisadora.

O Censo Demográfico foi divulgado em 2012. No Brasil, o aumento do número de evangélicos chegou a 61% em 10 anos. A queda percentual de católicos foi considerada histórica pelos pesquisadores. O estudo revelou ainda que os jovens brasileiros são muito religiosos e estão em 3° lugar no mundo.

A maior população evangélica é a do estado de Rondônia, com 33,8%
A região com menos adeptos da religião é a Serra Gaúcha, onde algumas cidades apresentam apenas 1% da população. O estado do Rio Grande do Sul mostra um crescimento de aproximadamente 3% ao ano, menos da metade da média brasileira de 7,4% de evangélicos ao ano.
“Quando os evangélicos eram em torno de 13 milhões tínhamos 880 missionários trabalhando em missões transculturais. Depois de pouco mais de 20 anos somos 45 milhões com apenas 3.200 missionários transculturais. A partir do ano 2000, o crescimento caiu vertiginosamente. Hoje existe apenas um aumento de 3,5 % em números de missionários enviados anualmente”, publicou em artigo sobre o tema a instituição evangélica Servindo Líderes e Pastores (Sepal), ressaltando que o crescimento não chegou ao campo missionário.

O assunto já foi destaque da revista Veja, que apontou o Brasil como um dos países com maior população evangélica do mundo, apesar de ser a segunda religião, ficando atrás apenas do Catolicismo. Segundo a publicação, as igrejas que possuem mais templos são a Igreja Internacional da Graça de Deus, Comunidade Sara Nossa Terra e a Igreja Apostólica Renascer em Cristo.

Minha Opinião: Que Deus nos desperte a orar e investir na juventude que já está na Igreja e aqueles que estão fora. Às vezes é mais fácil e mais cômodo criticar as Igrejas mencionadas na matéria acusando-as de apresentarem um evangelho "água com açúcar", atrelado à teologia do prosperidade, etc.
Enquanto isso, nós, Igreja Batista e outras Igrejas históricas, defensores e detentores de uma teologia sã, sem vícios, que se fundamenta na Palavra de Deus como única regra de fé e prática, que procura viver a transparência e a democracia em sua administração, cujos pastores (em sua grande maioria) são homens idôneos, comprometidos com Deus e sua Igreja, cujos sustentos que recebem não lhes permitem andar comprando "Jatos particulares, iates, fazendas e transportando dólares na bolsa" (....),  temos desperdiçado estas virtudes, estes valores que a própria sociedade não cristã reconhece em nós. 
Não são poucos aqueles que, sabedores destes e de outros adjetivos da nossa denominação, vem até nós, tentam se aproximar e unirem-se à nossa comunidade local.... Muitos, porém, muitos jovens dentre estes, encontram, não poucas vezes, um valor excessivo à liturgia, a uma forma de culto fria, onde não há alegria, onde não se pode "bater palmas", não pode haver risos, não pode haver nenhuma manifestação de alegria em nome da reverência. 
Precisamos encontrar um equilíbrio de fazer sim, todas as coisas, com "decência e ordem" mas sem perder a alegria . Precisamos criar em nossos cultos uma ambiente, uma atmosfera que cause em nós a mesma sensação vivida por Davi e expressada por ele da seguinte maneira: 

"Alegrei-me quando me disseram: Vamos á casa do SENHOR." 
(Salmos 122:1)  
Pr. Dener. 


Fonte: christianpost.com

JUDEUS ANTI-MISSIONÁRIOS ATACAM JUDEUS MESSIÂNICOS


A organização ultra-ortodoxa Yad L'Achim tem desde há muito sido um espinho na carne da comunidade judaica messiânica (judeus que seguem Jesus como o Messias). E às vezes mais do que um espinho...
Crê-se que Jack Teitel, conhecido terrorista judeu que quase matou o jovem messiânico Ami Ortiz em 2008, deve ter fortes ligações com o grupo.
Jack Teitel colocou um saco contendo uma bomba à porta da casa do judeu messiânico Ami Ortiz, em 2008, na cidade samaritana de Ariel, tendo deixado gravemente ferido o filho de Ami, um jovem de 15 anos. Teitel foi preso em 2009. 
A organização Yad L'Achim está agora visando uma
florescente comunidade messiânica em Bat Yam, na costa mediterrânica de Israel. A edição local do diário israelita Yediot Ahronot relatou no início deste mês que a Yad L'Achim tinha recebido muitas queixas de residentes aborrecidos por estarem a receber "material missionário."
Segundo o artigo, crentes messiânicos locais tinham andado a visitar casas na localidade afim de compartilhar a sua fé. Apoiantes da Yad L'Achim mencionados no artigo jornalístico sentiram-se também escandalizados com os relatos da recente abertura de uma nova assembleia messiânica, que tentaram "pintar" como sendo um "grupo secreto" e uma "seita."
"Temos um problema em lidar com esta situação, uma vez que as reuniões têm lugar numa residência particular num dos edifícios com apartamentos, por isso a atividade é naturalmente muito escondida e secreta," - afirmou um rabino.
Oded Raban, um judeu messiânico da localidade, refutou tais disparates, testemunhando ao jornal que "não há nada de impróprio nas atividades (da comunidade messiânica)...não há verdade nas alegações de que nós nos comportamos de forma secreta. E se é assim que nos vêem, a única razão é que temos de enfrentar um antagonismo tão extremo, que não nos restam muitas opções."
Raban reiterou aquilo que muitos outros israelitas messiânicos têm sempre sublinhado:
"Temos dezenas de milhares de crentes neste país, e somos todos cidadãos deste estado. Somos leais ao mesmo, servimos o exército, contribuímos, mas a nossa visão do mundo é ligeiramente diferente da de outros judeus, e por essa razão outros vêem-nos como uma anomalia. Tal como os nossos irmãos judeus, nós cremos em Deus e vê-mo-l'O como o centro de tudo neste mundo."
Shalom, Israel!

(Precisamos orar pela paz em Israel, pela bênção desta nação escolhida por Deus. Oremos pelos missionários e crentes messiânicos que lutam para abrir os olhos do povo Judeu para a verdade. Só o Espírito Santo de Deus poderá convencê-los do pecado, da justiça e do juízo.
Que os olhos deles se abram, que luz do Sol da Justiça brilhe sobre o povo Judeu, que eles conheçam o Caminho, a Verdade e a Vida que é Jesus.
Shalom Israel. Pr. Dener Maia)


Fonte: Blog Shalom Israel

terça-feira, 21 de maio de 2013

THALLES ROBERTO E A IDOLATRIA GOSPEL




Ontem a tarde, depois de ouvir uma canção composta por Thalles Roberto, escrevi o seguinte no Facebook:

"Prefiro pensar que o cantor Thalles Roberto escreve letras pobres e desprovida de boa teologia por ignorância e não por manipulação religiosa. Sinceramente a letra da música "Filho meu" é uma das mais heréticas que tive oportunidade de ouvir nos últimos meses. Ora, desde quando Deus corre atrás, oferece promessa arquivada, leva porta na cara e chora? Complicado não é verdade? Até quando a igreja brasileira continuará consumindo lixo? Até quando continuaremos cantando bobagens como essa em nossos cultos? Pois é, que Deus tenha misericórdia do seu povo."

Pois é, foi só eu emitir uma critica quanto a letra da música entoada pelo famoso cantor que lá veio pedrada. O Interessante é que os argumentos utilizados pelos adeptos do movimento gospel são sempre os mesmos:

Não Julgue o irmão, isso não nos cabe...
Cuidado! Não toque no ungido do Senhor...
O que importa é que Cristo está sendo pregado...

Caro leitor, infelizmente diante do comportamento de muitos irmãos que super valorizam os cantores gospel, sou levado a conclusão que a idolatria tomou de assalto os nossos arraiais. Ora, ouso afirmar que  o movimento gospel tem sido um dos responsáveis pelo aparecimento de "ídolos" entre os evangélicos. Do Oiapoque ao Chuí é comum observarmos a idolatria evangélica por parte de  adolescentes e jovens que  tem venerado seus cantores e artistas preferidos. Se não bastassem os fãs clubes evangélicos, cuja existência se fundamentam em exaltar seus ídolos, eis que alguns dos crentes em Jesus, optaram por transformar seus cantores prediletos em um tipo de deus.

Há pouco fiquei sabendo que o Thalles para vergonha nossa lançou no mercado um boneco chamado Thalleco. 

Pois é, confesso que estou assustado com o rumo da igreja evangélica brasileira. Lamentavelmente parte dos evangélicos tem acreditado num evangelho absolutamente diferente do pregado por Jesus e pelos apóstolos.

Diante do exposto, resta-nos chorar diante do Senhor pedindo a ele que nos perdoe os pecados e mude definitivamente os rumos da Igreja de Cristo.

Maranata Senhor Jesus!


Fonte: Pr. Renato Vargens em seu blog

domingo, 19 de maio de 2013

Hino 42 CC Jesus me Transformou



"Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo."
(2 Coríntios 5.17)

O texto acima expressa a grande transformação que Jesus faz com todos aqueles que o buscam. O seu imenso amor e poder é capaz de fazer com que eu e você nasçamos de novo, para uma nova vida que não tem fim. 
Peça a Jesus que mude sua história, que perdoe seus pecados e faça você viver uma nova e abundante vida que só Ele pode nos dar.



A versão do Hino "Jesus Me Transformou" constante no vídeo, é do álbum "Pra Te Servir" da cantora Rosy Lima.
Contatos e Convites: (13)9733-4370/9111.8682
ministerioprateservir@hotmail.com
rosyribeiro31@yahoo.com.br

quinta-feira, 9 de maio de 2013

AS CINCO FASES DO CASAMENTO



Primeira: Fase do encantamento, quando está enamorado do outro.

Ocorre quando o casal se sente plenamente realizado e absolutamente preenchido pelo outro. Nesta fase o amor é cego. Há uma nutrição constante do vínculo. A sensação é de completude e totalidade. Nesta fase, nenhum dos dois enxergam o "Real", mas sim aquilo que foi idealizado, sonhado, desenhado no tempo de namoro e noivado. Ela o vê como o "príncipe azul", ele a vê como uma "princesa encantadora". Costumo dizer que nesta fase, até o ronco dele soa como sinfonia; ela, mesmo despenteada quando acorda é linda e maravilhosa. É um tempo em que tudo é motivo para poesia. Quanto tempo dura esta fase? Não sabemos, só podemos afirmar que ele passa.

Segunda: Fase do desencantamento, desidealização.

É a fase da confrontação das expectativas irreais do casamento, quando começamos a ver as diferenças entre as imagens que construímos do outro e os seus lados sombrios no cotidiano. Na fase da conquista, da sedução, a gente só mostra o lado ensolarado de nossa personalidade.
As sombras, as fraquezas, as feridas emocionais, os medos ficam escondidos. Mas sempre chega o momento em que as coisas que estavam debaixo do tapete aparecem com a luz do dia. É nesta fase que muitas pessoas se desesperam na tentativa de mudar o outro, a fim de que ele corresponda à imagem idealizada. Você não aceita como ele é. Neste momento as pessoas são capazes de qualquer coisa: sufocam, oprimem, chantageiam, ameaçam, castigam-se mutuamente. Quanto o casal é maduro e está aberto para aprender, logo percebe que o casamento é a união de dois seres humanos limitados e imperfeitos que podem crescer e se desenvolver com esta experiência conjugal. Isso faz toda diferença.

Terceira: Fase do "crescei e multiplicai-vos" quando a mulher se dedica aos filhos pequenos o homem está afirmando profissionalmente, consolidando sua carreira.

É a fase onde há o perigo de perder o parceiro de vista dentro do casamento. O homem mergulha no trabalho e a mulher é engolida pelo cuidado com a casa e as crianças e, muitas vezes, também com sua própria definição profissional. Essa tensão drena todas as energias do casal. É uma época onde os dois engavetam frustrações, mágoas e raivas do passado. Se o casal nesta fase, não buscar em Deus a saída, com certeza o fim será o aprofundamento de emoções negativas que já estavam emergindo no fim da fase do encantamento.

Sendo assim, o relacionamento pode estagnar encalhar e virar uma prisão insuportável. Os momentos de desencantamento são muito dolorosos porque envolvem doses inevitáveis de frigidez emocional. Essa é a hora de buscar ajuda externa

Quarta: Fase do questionamento e redefinições.

É a fase onde os parceiros questionam o vínculo, fazem um balanço da ligação. Aqui está a grande oportunidade de o casal se libertar dos ressentimentos e frustrações em relação ao cônjuge. Para alcançar essas mudanças implica enfrentar um processo trabalhoso que pode, em compensação, dar lugar a vitória de Deus na relação, ternura, cuidado com o outro e à identificação. Quando não há esforço e interesse em mudar a situação, o resultado final é o divórcio emocional ou a convivência amarga em um casamento morto.

Quinta: Fase de reintegração quando os filhos já estão adultos e o casal pode descobrir e se apaixonar.

Quando os dois, marido e mulher, conscientes do que significa "Casamento", conseguem superar as fases difíceis e seguir juntos, pode-se chegar a um momento de integração. Podemos dizer que os dois atingiram o equilíbrio entre a individualidade e intimidade. Não existe mais disputa sobre o quanto é meu, quanto é seu quanto é nosso, o que há é companheirismo, compromisso de amizade e comunhão.

É claro que as fases não são rígidas, com tempos definidos e sequência predeterminada, com uma, necessariamente seguindo a outra.

Mas são momentos que todos os relacionamentos atravessam, com maior ou menor intensidade. Eu chamaria essa fase de estações, primavera, verão, outono e inverno.


Fonte: Amo a Família

segunda-feira, 6 de maio de 2013

AS ANTI-BEM-AVENTURANÇAS




Você certamente já conhece ou já leu as bem-aventuranças ensinadas por Jesus em seu sermão do monte encontrado no evangelho de Mateus 5.1-12. Para ajudá-lo a refletir um pouco mais sobre a profundidade destas verdades, segue abaixo uma alegoria representando aquilo que o diabo mais procura fazer: distorcer, contrariar e inverter as palavras de Deus. Leia e reflita sobre o que NÃO FAZER para viver uma vida que agrade a Deus.  

E Satanás, vendo as hostes diante dele, desceu para um vale ressequido. E, abrindo a sua boca, os ensinava, dizendo:

Bem-aventurados os independentes, autossuficientes e emancipados, o pessoal do “eu consigo com minhas próprias forças!”, pois deles é o reino do inferno.

Bem-aventurados os que não choram por seu pecado, que somente expressam um arrependimento superficial e mundano, porque seus corações serão endurecidos.

Bem-aventurados os que têm ar de superioridade, que derrubam os outros, que têm sua própria galera, que afirmam seus direitos, que batalham por seus próprios planos, porque herdarão o inferno.

Bem-aventurados os que são indiferentes à falta de piedade em suas vidas e ao seu redor, porque eles certamente terão seu quinhão de pecado nesta vida.

Bem-aventurados os que não têm misericórdia, que exigem que todo mal contra si seja corrigido, que facilmente se ofendem, e que contra-atacam seus oponentes com calúnia, fofoca, e brutalidade aberta, porque eles receberão o mesmo como troco.

Bem-aventurados os que permitem que muitas impurezas infiltrem-se em seu coração através de meios inocentes como a televisão, a internet, relacionamentos e seus smartphones, porque eles não verão a face de Deus.

Bem-aventurados os que causam conflito, criam divisões, apreciam a controvérsia, colocam um contra o outro, porque serão chamados filhos de Satanás.

Bem-aventurados os que procuram evitar a perseguição sendo silenciosos, “inofensivos”, evitando piedade pública, porque terão grandes mansões no inferno.

Bem-aventurados sois vós quando os outros pensarem que vós sois fantásticos, divertidos, legais e a alegria da festa por minha causa. Exultai e alegrai-vos, pois grande é a vossa dor no inferno, porque assim eles trataram os ímpios por toda a história.


Tradução: Josaías Jr no iPródigo
Fonte: Stephen Altrogge em The Blazing Center

quinta-feira, 2 de maio de 2013

PASTORA DENUNCIA PROJETOS DE EROTIZAÇÃO INFANTIL NO BRASIL





A advogada Damares Alves, pastora e assessora jurídica da Frente Parlamentar Evangélica, realizou uma palestra na Primeira Igreja Batista em Campo Grande (MS) denunciando diversos projetos políticos que ameaçam as crianças, a família e a igreja.
A doutora, que também é professora, mostrou diversos projetos voltados para crianças com o objetivo de influenciá-las sexualmente. Além da parte sexual, ela fez um alerta sobre o consumo de drogas.

Ao dar início a sua palestra, ela avisou: “A igreja evangélica brasileira passa por grandes desafios”, dizendo que enquanto a igreja se preocupa com riquezas há pessoas que estão tentando influenciar as crianças com o intuito de destruir a infância e ensinar a homossexualidade e a erotização.

As denúncias da advogada estão sendo divulgadas pelas redes sociais e causando revolta em pais de todas as religiões, pois os materiais incentivando o sexo entre crianças de 10 anos já foram distribuídos em diversas escolas espalhadas pelo Brasil.

“Estão detonando as nossas crianças”, diz ela que em seguida mostra um livro que será distribuído para crianças de dois a três anos de idade que mostra dois príncipes se casando. Há outros materiais que estão tratando com naturalidade a homossexualidade.
Em determinado momento Damares Alves diz que no final de um dos materiais há a indicação de que para tirar dúvidas a respeito do conteúdo do livro é preciso consultar a Comissão de Direitos Humanos e Minorias, o que explica os ataques que o deputado federal Marco Feliciano vem sofrendo, já que ele é contra todos estes projetos.

Outros assuntos são tratados na palestra, como o aborto e a manipulação de informações que tem como objetivo aprovar a interrupção de gravidez. As denúncias são gravíssimas.

No vídeo abaixo a Prª Damares nos deixa perplexos e indignados de como o poder público se omite e ainda incentiva uma verdadeira "sodomização" de nossas crianças. (as imagens a seguir foram extraídas do vídeo)

Estas imagens foram extraídas de livros paradidáticos já adotados nas Escolas Públicas e de cartilhas patrocinadas com o dinheiro público. Todas fazendo uma clara apologia ao homossexualismo, ao uso de drogas, à iniciação precoce ao sexo, ao "ficar" , à pedofilia, ao turismo sexual, etc.  


O vídeo é longo, mas você precisa ouvir e compartilhar tudo o que a Pra Damares apresenta nesta mensagem. Nós precisamos ORAR E AGIR. 
PRECISAMOS DAR UM BASTA A ESTA TENTATIVA DE OFICIALIZAR A IMORALIDADE E A INIQUIDADE EM NOSSA NAÇÃO.


PROTESTE CONTRA O ABORTO, CONTRA A MORTE DE CRIANÇAS INDÍGENAS, LIGUE:  0800619619


Fonte: Gospel Prime

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...