segunda-feira, 16 de outubro de 2017

DIA 29 - O AVIVAMENTO NA INAUGURAÇÃO DO TEMPLO - 40 DIAS DE JEJUM E ORAÇÃO




DIA 29 - O AVIVAMENTO NA INAUGURAÇÃO DO TEMPLO
II Crônicas 5
Salomão terminou a construção do Templo, mas sabia que Deus não habita em templos feitos por mãos humanas. Tudo estava bonito mas faltava a presença de Deus.

De nada adianta termos tudo arrumado em ordem e bem decorado se não houver a presença de Deus. Moisés disse: "se a tua presença não for conosco não iremos para a terra prometida." 

Salomão estava consciente de que era necessário trazer a Arca da Aliança para o templo, pois ela era o símbolo da presença de Deus. 

Muitas igrejas hoje estão na mesma situação. Templos lindos, a melhor tecnologia, instrumentos musicais de alta qualidade, músicos profissionais, mensagens bem elaboradas para agradar as pessoas, mas a falta o principal que é a presença de Deus. Oh! como precisamos voltar às bases e termos um culto onde a presença de Deus é marcante, sentida e atuante, onde o povo adore a Deus em espírito e verdade. 

Salomão convoca os levitas e estes trazem a Arca para o interior do templo, e isto aconteceu com uma grande festa: Sacrificaram ovelhas e bois em tal quantidade que não se podia contar; Os sacerdotes se consagraram; os músicos tocaram címbalos, harpas, liras e cornetas, os cantores se uniram aos instrumentistas e cantaram: "Ele é bom; o seu amor dura para sempre". 

Quando o povo busca a Deus pra valer, Ele responde de forma sobrenatural e envia um avivamento. Os que tocavam cornetas e os cantores, em uníssono, louvaram e agradeceram ao SENHOR. Ao som de cornetas, címbalos e outros instrumentos, levantaram suas vozes em louvor ao SENHOR e cantaram: "Ele é bom; o seu amor dura para sempre". Então uma nuvem encheu o templo do SENHOR, de forma que os sacerdotes não podiam desempenhar o seu serviço, pois a glória do SENHOR encheu o templo de Deus. II Crônicas 5.13-14

Oh! como o nosso coração anseia por ver nossas igrejas cheias da Glória do Senhor. Não dá mais para continuar tendo cultos mecânicos, controlados por um papel onde está escrita a ordem do culto. Como precisamos buscar a presença de Deus de tal forma que a Glória do Senhor se manifeste e como resultado venha temor de Deus e um profundo desejo de consagrar tudo para o seu serviço. 

Depois disso, Salomão, o líder, abençoou o povo. (Capítulo 6.1-11) Da mesma forma os pastores devem abençoar o povo de Deus. 
Então orou clamando a Deus por um avivamento espiritual.
Vejam algumas frases desta oração. (Capítulo 6.14-42):
  • Dá-lhes o teu perdão. 
  • Ouve dos céus e perdoa o pecado de Israel.
  • Ensina-lhes o caminho certo.
  • Assim eles te temerão, e andarão segundo a tua vontade. 
  • Atende o pedido do estrangeiro, a fim de que todos os povos da terra conheçam o teu nome e te temam. 
  • E se arrependerem e lá orarem: 'Pecamos, praticamos o mal e fomos rebeldes', perdoa o teu povo. 

Como resultado desta oração, a presença de Deus veio, a Glória do Senhor foi manifesta e o avivamento chegou:

1 Assim que Salomão acabou de orar, desceu fogo do céu e consumiu o holocausto e os sacrifícios, e a glória do SENHOR encheu o templo. 
2 Os sacerdotes não conseguiam entrar no templo do SENHOR, porque a glória do SENHOR o enchia. 
3 Quando todos os israelitas viram o fogo descendo e glória do SENHOR sobre o templo, ajoelharam-se no pavimento, rosto em terra, adoraram e deram graças ao SENHOR, dizendo: "Ele é bom; o seu amor dura para sempre". Capítulo 7.1-3 

O nosso Deus é real e quer ser glorificado em nossas vidas, em nossas reuniões, nas igrejas e em nossa nação. 

Muitos cristãos e igrejas estão pedindo a Deus um avivamento espiritual nestes 40 dias de Jejum e Oração. Com certeza Deus fará grandes coisas em nossas igrejas, e a nação brasileira será abalada pelo poder e a manifestação da presença de Deus.
-----------------------------------------------------------------------------------------
MOTIVOS DE ORAÇÃO:
- Ore para que sua vida pessoal sempre esteja marcada pela presença de Deus no dia a dia.
- Ore para que os Pastores e líderes reconheçam que precisam de manifestações da presença de Deus em seus ministérios. 
- Ore para que a glória do Senhor encha cada igreja e como resultado a nossa nação de volte para Deus.



sexta-feira, 6 de outubro de 2017

DIA 28 - ELIAS E OS PROFETAS DE BAAL - 40 DIAS DE JEJUM E ORAÇÃO



SEMANA V 
EXEMPLOS BÍBLICOS DE AVIVAMENTO

A Palavra de Deus está repleta de situações de avivamento espiritual.
No Antigo Testamento encontramos relatos de avivamos, como sempre como resultado de uma crise. O Povo de Israel, na época dos reis, infelizmente se afastava de Deus e começava a adorar outros deuses feitos por mãos humanas. 
Deus exortou seu povo por diversas vezes que se isso acontecesse, as consequências seriam desastrosas. Deus fechava os céus para que não viesse chuva, em algumas ocasiões enviava gafanhotos para destruir a lavoura, em outras os inimigos vinham e derrotavam o povo de Israel. 
O afastamento de Deus sempre trouxe situações complicadas. Mas sempre que o povo se arrependia, e voltava quebrantado, Deus perdoava e restaurava. 
Há uma sequência de fatos que culminavam no avivamento espiritual. Primeiro vinha a crise pelo afastamento de Deus; depois o arrependimento; Deus perdoava e finalmente o povo era abençoado e restaurado. 
Hoje na nossa nação estamos vivendo uma crise na economia, na política, na moral, e em diversas outras áreas. Por isso estamos orando para que venha um arrependimento, e que o povo brasileiro se volte quebrantado para Deus. Como resultado haverá um grande avivamento espiritual. 
Nesta semana vamos aprender muitos princípios com algumas histórias de avivamentos no Antigo Testamento.


DIA 28 - ELIAS E OS PROFETAS DE BAAL

I Reis 18.16-40
Este é um dos textos mais conhecidos da Bíblia, onde o povo de Israel estava vivendo uma crise, e houve uma restauração.

1. A Crise
Acabe era Rei de Israel e fez o que era mal aos olhos de Deus. Levou o povo a prestar culto a Baal. I Reis 16.30-33

Este rei Acabe, fez o que era mal aos olhos do Senhor: Casou-se com uma mulher que não era israelita chamada Jesabel, que era usada pelo diabo para matar os profetas de Deus. Ela era filha do rei dos Sidônios chamado Etbaal; Além deste mal, Acabe, construiu um templo para o deus Baal, também permitiu o culto a Aserá, a principal deusa de Tiro e considerada mãe de Baal. 
Por causa de toda esta miséria espiritual, Deus levantou o seu servo Elias que profetizou uma seca que durou três anos.

2. A Busca a Deus
No meio da crise, o Senhor sempre levanta líderes para efetuar a transformação. Elias, profeta do Senhor, se apresenta ao Rei Acabe e aponta o pecado: Vocês abandonaram os mandamentos do Senhor e seguiram Baal. 

Em seguida lança o desafio. Convoque todo o povo de Israel e os 450 profetas de Baal mais os 400 profetas de Aserá para se reunirem comigo no Monte Carmelo. O Rei Acabe aceitou o desafio e reuniu o povo e os profetas. 

Elias cheio de autoridade exortou o povo a não ficar no sincretismo e tomar uma decisão: Deus ou Baal. 

O desafio era construir um altar, colocar um bezerro, e não colocar fogo, apenas pedir fogo do céu. O Deus que responder por meio do fogo é verdadeiro. Todos aceitaram o desafio. 

Os primeiros foram os profetas de Baal, que prepararam o altar, e começaram a invocá-lo. Não aconteceu nada. Elias ainda zombou deles e eles gritaram, dançaram e cortaram o corpo com facas, mas não houve nenhuma resposta.
Então Elias restaurou o altar de Deus que estava arruinado, e fez a seguinte oração: "Ó SENHOR, Deus de Abraão, de Isaque e de Israel, que hoje fique conhecido que tu és Deus em Israel e que sou o teu servo e que fiz todas estas coisas por ordem tua. (verso 36)

Deus não respondeu esta primeira oração, porque Elias ainda estava dizendo que ele fez todas estas coisas. Já temos aprendido nestes dias de jejum e oração que Deus não divide sua Glória com ninguém. Ele é quem opera os milagres, somente Ele pode provocar um grande avivamento. 

Então Elias fez a oração correta e ai houve a resposta: Responde-me ó SENHOR, responde-me, para que este povo saiba que tu, ó SENHOR, és Deus, e que fazes o coração deles voltar para ti". Então o fogo do SENHOR caiu e queimou completamente o holocausto, a lenha, as pedras e o chão, e também secou totalmente a água na valeta. (versos 37-38)

Elias reconheceu que somente Deus poderia fazer o coração daquele povo se voltar para Ele. É Deus que envia o avivamento Espiritual.

3. Deus Responde.
Deus operou o milagre de cair fogo direto do céu e queimar todo aquele holocausto, diante dos profetas de Baal e de todos os presentes. 

Estamos orando para que Deus execute um trabalho tão extraordinário nas igrejas e na nação brasileira, que o povo reconheça quem é o Deus verdadeiro. 
Quando Deus manda o avivamento, o coração do povo se volta para Ele. Quando o povo viu isso, todos caíram prostrados e gritaram: "Só o SENHOR é Deus! Só o SENHOR é Deus!" (verso 39)

4. Os Resultados 
O Culto e adoração a Deus foi restaurado. E os profetas de Baal morreram. 
Infelizmente a nação brasileira está como o Povo de Israel na época de Elias. Oscilando entre Deus e ídolos. A superstição, misticismo, idolatria, seitas, ocultismos estão por toda parte em nossa nação. 

Por isso estamos vivendo uma crise econômica, política, moral e social. 
Mas Deus ainda tem os seus profetas, que não podem ficar calados. É hora da igreja se levantar no poder do Espírito Santo, denunciar os pecados da nossa nação, e clamar a Deus por um grande avivamento espiritual. Assim como aconteceu com Elias, o fogo vai cair do céu, e o povo brasileiro também cairá prostrado e gritará: Só o SENHOR é Deus! Só o SENHOR é Deus!"

------------------------------------------------------------------------
MOTIVOS DE ORAÇÃO:
- Ore para que cada pastor seja revestido do Poder da Autoridade que Elias tinha. 
- Ore para que o povo brasileiro saia do sincretismo e conheça o Deus verdadeiro, através de Jesus Cristo. 
- Peça ao Espírito Santo para provocar uma volta do povo a Deus.



terça-feira, 3 de outubro de 2017

DIA 27 - PÚLPITOS FRACOS - 40 DIAS DE JEJUM E ORAÇÃO




DIA 27 - PÚLPITOS FRACOS
1 Na presença de Deus e de Cristo Jesus, que há de julgar os vivos e os mortos opr sua manifestação e por seu Reino, eu o exorto solenemente:
2 Pregue a palavra, esteja preparado a tempo e fora de tempo, repreenda, corrija, exorte com toda paciência e doutrina.
3 Pois virá o tempo em que não suportarão a sã doutrina; ao contrário, sentindo coceira nos ouvidos, juntarão mestres para si mesmos, segundo os seus próprios desejos.
4 Eles se recusarão a dar ouvidos à verdade, voltando-se para os mitos.
5 Você, porém, seja moderado em tudo, suporte os sofrimentos, faça a obra de um evangelista, cumpra plenamente o seu ministério. II Timóteo 4.1-5

Um dos impedimentos ao avivamento é que alguns dos nossos púlpitos estão fracos e mornos com a pregações para agradar homens e não para proclamar as verdades da Palavra de Deus.

No texto acima o Apóstolo Paulo está orientando seu discípulo Timóteo a ter firmeza no seu ministério.

1. Pregue a Palavra.
Paulo disse que ensinou todo o conceito de Deus: Vocês sabem que não deixei de pregar-lhes nada que fosse proveitoso, mas ensinei-lhes tudo publicamente e de casa em casa. Atos 20.20

Como é necessário que o povo conheça a Palavra de Deus. Por isso Paulo diz a Timóteo três verbos: repreenda, corrige e exorta. Notem que a ideia é que o povo reconheça os erros, faça as correções e viva de acordo com a Palavra de Deus. O propósito da pregação é levar o povo conhecer e viver a Palavra de Deus. Pastor forte, pregação forte.

2. Cuidado com os controladores de Púlpitos.

Paulo adverte seu discípulo, que haverá um momento em que o pessoal não aguentará o poder da Palavra e escolherão pastores que se deixam controlar por eles. O pastor tem que ser dirigido e controlado pelo Espírito Santo e não por homens.

Infelizmente há igrejas que dispensam o pastor quando este prega firmemente a Palavra. Estão se recusando a dar ouvidos à verdade.

O púlpito deverá ser um grande instrumento para a chegado do avivamento espiritual. Mas ele deve estar sendo usado por homens santos, cheios do Espírito Santo, com motivações corretas, com autoridade para proclamar a verdade.

O Pr. Enéas Tognini no seu livro "O Caminho para um Avivamento" diz:
Estamos às vésperas de um poderoso derramar do Espírito não só no Brasil, mas no mundo. Mas está havendo impedimento. Nos dias de Joel, não só o povo simples era conclamado a abandonar os seus pecados, mas os sacerdotes, os ministros do altar, as autoridades do povo e finalmente todos. Creio que os negros pecados que o povo brasileiro pratica, em grande parte a responsabilidade é dos "ministros do altar", alguns com a vida realmente no altar, mas a maior parte corre atrás do dinheiro, alguns atrás de mulheres, contros com a vida regalada, alto luxo, carros importados, mansões luxuosas. Alguns vivem negando a Bíblia, pregando "outro"evangelho que não é o de Jesus. Um evangelho esquálido, pregado na força da carne e se esquecem das ovelhas que alimentam o seu elevado gabarito.
O mundo do profeta Joel estava em frangalhos, devastado. O nosso pecado hoje está acima de qualquer comparação. E a voz de Deus exclama: O meu povo perece porque o "sacerdote" se esqueceu do seu povo. (página 27)

Necessitamos de púlpitos cheios do Espírito Santo, onde homens de Deus abram a Bíblia e digam com ousadia e autoridade: Assim diz o Senhor, doa a quem doer.
-----------------------------------------------------------------------------------------
MOTIVOS DE ORAÇÃO:
- Ore pelos pastores brasileiros, que sejam cheios do Espírito Santo.
- Ore para que os pastores preguem a Palavra com ousadia, no poder do Espírito Santo.
- Ore para que venha o grande avivamento espiritual.

DIA 19 - SEXTA CONDIÇÃO COLOCAR O FOCO EM DEUS

DIA 20 - TRAVESSIA SEM RETORNO

DIA 23 - COMODISMO

DIA 24 - TRADICIONALISMO

DIA 25 - O DIABO NÃO QUER VER OS CRENTES AVIVADOS

sábado, 30 de setembro de 2017

DIA 26 - TEMORES AO AVIVAMENTO - 40 DIAS DE JEJUM E ORAÇÃO


DIA 26 - TEMORES AO AVIVAMENTO

22 "Agora, compelido pelo Espírito, estou indo para Jerusalém, sem saber o que me acontecerá ali. 
23 Só sei que, em todas as cidades, o Espírito Santo me avisa que prisões e sofrimentos me esperam. 
24 Todavia, não me importo, nem considero a minha vida de valor algum para mim mesmo, se tão-somente puder terminar a corrida e completar o ministério que o Senhor Jesus me confiou, de testemunhar do evangelho da graça de Deus. Atos 20.22-24.

A pessoa que anda com Deus, tem uma segurança extraordinária. 
Deus não permite uma prova além do que possamos suportar. Ele está no controle de todas as coisas, por isso não devemos temer pessoas nem situações.

No texto, Paulo está afirmando que não sabe o que lhe acontecerá em Jerusalém. Somente sabe que haverá prisões e sofrimentos. Ele foi cheio de coragem porque a sua entrega nas mãos de Deus foi de tal que ele já considerava sua vida perdida queria apenas cumprir a missão. 

Infelizmente existem pastores e líderes que não tem esta coragem, ao contrário estão cheio de temores. Não buscam um avivamento pessoal e não levam suas igrejas a uma vida mais profunda com Deus por alguns medos:

1. Medo de perder posições. 
Quantos pastores entram numa situação de subserviência aos homens e não de submissão total a Deus, para manter sua posição. Sabem que se pregarem sobre determinados assuntos as oposições se levantarão e eles poderão perder sua posição.

2. Medo de ser criticado.
Quando você começa a buscar a Deus e levar o povo a buscá-lo, pode esperar as criticas e oposições. Tanto na sua igreja local como na sua denominação. Alguns estão mais preocupados com o que os homens pensam do que com o que Deus pensa.

3. Medo de perder salário.
Alguns pastores temem que poderão ser desligados da igreja e perder seu sustento, se pregarem assuntos que alguns líderes não gostam. 

Se a verdade ofende as pessoas vamos para de proclamá-la? Alguns assuntos tornaram-se proibidos em alguns lugares. Mas se a Palavra fala deles, vamos pregar. Jesus confrontava e pregava o que muitos religiosos não queriam ouvir.

4. Medo de perder o controle. 
Há pastores que dominam o rebanho de uma forma tal que as pessoas não tem liberdade na vida cristã. Tais pastores sabem que se vier um avivamento espiritual, eles perderão o controle de algumas situações. Os crentes no poder do Espírito começarão a fazer novos discípulos; a igreja começara a crescer; alguns ministérios surgirão espontaneamente. É uma benção quando não sabemos mais o que está acontecendo, apenas que Deus está no controle.

5. Medo de mudanças.
Algumas igrejas estão vivendo há anos numa tradição, e seus membros tem medo de sair da rotina. Alguns dizem: "Ha 40 anos que fazemos desta forma porque vamos mudar?" As mudanças sempre nos tiram da zona de conforto. O avivamento faz um reboliço na igreja, assim como aconteceu no vale de ossos secos (Ezequiel 37). Alguns pensam que as coisas estão saindo fora do lugar, mas do ponto de vista de Deus elas estão entrando no lugar certo. 

Vamos orar por um grande avivamento espiritual e ter a coragem para enfrentar as oposições humanas. Deus estará do nosso lado, e no final Ele receberá a honra e a glória.

-----------------------------------------------------------------------------------------
MOTIVOS DE ORAÇÃO:
- Peça a Deus que encha os pastores e líderes das igrejas com ousadia e coragem para levar seus liderados ao avivamento espiritual. 
- Ore para que Deus liberte os cristãos dos temores humanos e que tenham apenas o temor de Deus.
- Ore para que venha o avivamento espiritual.

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

DIA 25 - O DIABO NÃO QUER VER OS CRENTES AVIVADOS - 40 DIAS DE JEJUM E ORAÇÃO


DIA 25 - O DIABO NÃO QUER VER OS CRENTES AVIVADOS
10 Finalmente fortaleçam-se no Senhor e no seu forte poder. 
11 Vistam toda a armadura de Deus, para poderem ficar firmes contra as ciladas do Diabo.
12 pois a nossa luta não é contra seres humanos, mas contra os poderes e autoridades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais. 
13 Por isso, vistam toda a armadura de Deus, para que possam resistir no dia mau e permanecer inabaláveis, depois de terem feito tudo.
14 Assim, mantenham-se firmes, cingindo-se com o cinto da verdade, vestindo a couraça da justiça
15 e tendo os pés calçados com a prontidão do evangelho da paz.
16 Além disso, usem o escudo da fé, com o qual vocês poderão apagar todas as setas inflamadas do Maligno.
17 Usem o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é palavra de Deus.
18 Orem no Espírito em todas as ocasiões, com toda oração e súplica; tendo isso em mente, estejam atentos e perseverem na oração por todos os santos. Efésios 6.10-18

Estamos no meio de uma batalha espiritual. Infelizmente muitos cristãos e igrejas não conhecem a realidade do mundo espiritual.

É impressionante verificar como há pessoas que não discernem as coisas espiritualmente. Somente veem o que é material, e como consequência sua vida cristã e seus cultos são materiais, tentam convencer o pecador a mudar de igreja e não ter uma experiência espiritual correta. 

A Vida cristã é uma realidade espiritual. Jesus Cristo disse que para ser seu seguidor precisa nascer de novo e muitos estão como Nicodemos pensando na vida material. (João 3) Quando nos damos conta de que a questão é espiritual, concluímos que estamos no meio de uma grande guerra nas regiões celestes. 

O verso 12 diz: Pois a nossa luta não é contra seres humanos, mas contra os poderes e autoridades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais. 

A vida crista é uma mudança de Reino. A pessoa que se entrega a Cristo e nasce novamente, sai do domínio das trevas, e é transportada para o Reino do Filho amado. (Colossenses 1.13) Claro que o diabo não quer perder seus súditos e sabe que quanto mais a igreja estiver fraca, sem poder e sem vida espiritual profunda, mais ele pode manter as vidas sob seu domínio. 

Satanás sempre vai se opor ao avivamento. Quando ele percebe que o povo começa a orar por avivamento, já inicia sua preparação para colocar obstáculos. Ele é um falsificador. Deus faz as cosas para o bem do homem. Satanás faz as coisas para seu próprio bem.

Esta é a razão pela qual o inimigo levanta forte oposição ao avivamento. Olhando o livro de Atos dos Apóstolos verificamos que logo no início o Diabo levantou oposição às pregações e ao Caminho. De repente se deu conta de que quanto mais oposição mais a igreja tem ousadia e dedicação. Aí então ele mudou a estratégia. Hoje ele entra sorrateiramente nas igrejas provocando uma frieza espiritual. Fazendo com que alguns líderes evitem reuniões de oração, reuniões de grupos pequenos nas casas, que não haja vigílias de oração, jejuns, evangelismo pessoal etc.

Mas o diabo já foi derrotado na cruz e sabe que tem pouco tempo. 
O avivamento espiritual virá e as hostes das trevas vão bater em retirada. O Poder de Deus vai invadir diversos lugares provocando convicção de pecados, trazendo o dom do arrependimento e muitas vidas serão resgatadas do domínio das trevas para a luz. 

Um dos dons espirituais mais necessários é o dom de discernimento de espíritos para identificar de onde estão chegando as oposições, distorções e distrações em relação ao avivamento espiritual.

Chegou a hora de pastores e líderes de igrejas se consagrarem ao jejum, oração, pregação da Palavra, e busca de um grande avivamento espiritual.
Deus responderá e será glorificado!

-----------------------------------------------------------------------------------------
MOTIVOS DE ORAÇÃO:
- Ore para que a igreja seja revestida de toda a armadura de Deus.
- Ore para que o poder de Satanás seja enfraquecido pelo jejum e oração do Povo de Deus.
- Peça a Deus que derrame poder espiritual em pastores, líderes e toda a igreja de Cristo.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...