quinta-feira, 25 de outubro de 2012

SÉRIE - A Estatura de Um Cristão - 03

3 - O CRISTÃO E SEUS RELACIONAMENTOS

Pr. Dener Maia - 04/07/2012


Introdução



ALGO SOBRE O QUE PENSAR
Quantos nomes de cristãos ou não cristão você pode citar com os quais tem relacionamentos profundos? Você consegue citar pelo menos 5 nomes?
1. ________________ 
2. ________________
3. ________________ 
4. ________________ 
5. ________________



Aqueles que participam de redes sociais responderão rapidamente: Eu tenho mais de 900 amigos no Facebook, mais de 500 no Orkut, outros 700 no Myspace, etc.

O site Compete divulgou a lista das redes sociais mais acessadas do mundo. Os números são referentes a Janeiro de 2009.

1º. Facebook – 1.191.373.339 de views por mês
2º. MySpace – 810.153.536
3º. Twitter – 54.218.731
4º. Flixster – 53.389.974
5º. Linkedin – 42.744.438
6º. Tagged – 39.630.927
7º. Classmates – 35.219.210
8º. My Year Book – 33.121.821
9º. Live Journal – 25.221.354
10º. Imeem – 22.993.608

Mas não se apresse a responder. A pergunta é sobre relacionamentos profundos.
Se você puder citar alguns, estará provavelmente acima da média. Se sua lista for longa demais, pode ser que você não saiba o que é um relacionamento profundo. Qualquer que seja sua resposta, esta mensagem o ajudará a descobrir se você é normal, anormal, ou apenas desinformado.



Texto: Filipenses 1. 3-8
3 - Dou graças ao meu Deus todas as vezes que me lembro de vós,
4 fazendo sempre súplicas por todos vós, em todas as minhas orações, com alegria,
5 em razão da vossa cooperação na causa do evangelho, desde o primeiro dia até agora.
6 E estou certo disto: aquele que começou a boa obra em vós irá aperfeiçoá-la até o dia de Cristo Jesus.
7 É justo que eu me sinta assim a respeito de todos vós, pois estais em meu coração, já que todos sois participantes comigo da graça, tanto nas minhas prisões quanto na defesa e na confirmação do evangelho.
8 Deus é testemunha de que tenho saudades de todos vós, com a terna misericórdia de Cristo Jesus.



Há uma idéia-chave que se sobressai em alto-relevo nestes parágrafos escritos aos Filipenses. É a idéia de relacionamentos. Paulo faz algumas afirmativas que descrevem seu relacionamento com os Filipenses, e delas tiraremos três lições para nós.



1 – RELACIONAMENTOS QUE ALIMENTAM AS ORAÇÕES

Filipenses 1. 3: “ Dou graças ao meu Deus todas as vezes que me lembro de vós,”
Os nossos relacionamentos íntimos estão diretamente ligados às nossas orações. O que motivava as orações de gratidão de Paulo eram as boas recordações que ele tinha daqueles irmãos. Eis um bom exemplo a se seguir: Orar por aqueles que são íntimos e preciosos para nós.
Já reparou que a gente se esquece de pessoas que nós acreditávamos que nunca conseguiríamos esquecer ou ficar longe delas? Pense nos relacionamentos de sua infância—os amigos que você pensava nunca esqueceria! Pense em sua juventude—os colegas com quem brincou, a(o) primeira(o) namorada(o). A primeira professora, até mesmo os pais ou outros familiares que marcaram as nossas vidas, com o passar do tempo suas lembranças vão ficando desbotadas em nossa memória.



A Psicóloga Neuza Furtado certa vez afirmou :
"Uma forma de medir a profundidade dos relacionamentos é pensar: Quando obtenho uma grande vitória, quais pessoas eu penso em compartilhar de imediato? Estas são aquelas que você tem um relacionamento profundo."



Por isso valorize e aprofunde seus relacionamentos, lembre-se de orar por quem é caro a você, por aqueles que têm marcado a sua história. Lembre-se de orar por eles sempre que se lembrar.



RESPONDA A PERGUNTA:
Quantas pessoas você conhece que o levam a espontaneamente dar graças a Deus por elas quando delas se recorda?



2 – RELACIONAMENTOS CONTÍNUOS E REAIS



Filipenses 1.4-5: “Fazendo sempre súplicas por todos vós, em todas as minhas orações, com alegria, em razão da vossa cooperação na causa do evangelho, desde o primeiro dia até agora.



RELACIONAMENTOS PROFUNDOS REQUEREM INVESTIMENTO.



Investimento em: Oração, atenção, respeito, solidariedade, amizade, interesse, renúncia, companheirismo, reconhecimento, gratidão, compreensão, cuidado, etc.



No texto que lemos, Paulo deixa claro que orava por todos sempre e que desde o início daquela igreja, ele experimentou um espírito ardente e cooperativo dos irmãos. A começar por Lídia (Atos 16.13-15), a vendedora de púrpura que logo após a sua conversão insistiu que fossem a sua casa, onde provavelmente se tornou o local das primeiras reuniões da Igreja de Filipos.



HÁ MEMBROS FUNDADORES DE IGREJA E HÁ TAMBÉM OS AFUNDADORES DE IGREJA.



Lídia foi uma fundadora, uma serva, um exemplo contagiante para os demais.
Quando Paulo saiu de Filipos para continuar a plantar Igrejas, os irmãos filipenses continuaram a mandar dádivas para suprir as necessidades dele.

Filipenses 4.15-16: “Sabeis, ó filipenses, que, no princípio do evangelho, quando parti da Macedônia, nenhuma igreja se comunicou comigo quanto a dar e receber, mas somente vós; pois, enquanto eu ainda estava em Tessalônica, supristes as minhas necessidades, não só uma vez, mas duas.”



RESPONDA A PERGUNTA:
Quando você ora por um irmão ou irmã em Cristo, experimenta alegria por causa do seu relacionamento com eles na obra de Cristo?



NÃO PERCA A OPORTUNIDADE PARA DAR RELEVÂNCIA AOS SEUS RELACIONAMENTOS.



Pequenos e grandes gestos de carinho e afeição agregam valor e significado aos relacionamentos. (TESTEMUNHO - tv)
Precisamos desenvolver RELACIONAMENTOS CONTÍNUOS E REAIS, SINCEROS.



3 – RELACIONAMENTOS BASEADOS NO AMOR



Filipenses 1.7-8 : “É justo que eu me sinta assim a respeito de todos vós, pois estais em meu coração, já que todos sois participantes comigo da graça, tanto nas minhas prisões quanto na defesa e na confirmação do evangelho. Deus é testemunha de que tenho saudades de todos vós, com a terna misericórdia de Cristo Jesus.”



No texto acima, dá para perceber a intensidade e sinceridade dos sentimentos do apóstolo Paulo para com aqueles irmãos....



VOCÊ TEM SAUDADE DE QUEM? JÁ DISSE ISSO PRA ELA?



Além dos familiares, pense em alguém da nossa Igreja de quem você tem saudades.... Ligue pra ela, diga seus sentimentos, convide-a a retornar ou a nos visitar,... Mande uma carta, um e-mail, uma mensagem,...

O CULTO DA CENTÉSIMA OVELHA
Vivemos dias onde há tantas pessoas que são ex-membros de igrejas evangélicas. É cada vez maior o número de pessoas feridas, decepcionadas e frustradas com a Igreja. Precisamos ir ao encontro destes, sarar suas feridas, devolver-lhes vestes de alegria ao invés de pranto. 

Romanos 12.9: “O amor seja sem fingimento. Odiai o mal e apegai-vos ao bem.”
PRECISAMOS LUTAR CONTRA AS MÁSCARAS, SERMOS SINCEROS EM NOSSOS RELACIONAMENTOS.



DIVERGIR NÃO SIGNIFICA CONFLITAR E TAMBÉM UNIDADE NÃO SIGNIFICA UNIFORMIDADE NEM UNANIMIDADE.



4 – APLICAÇÃO PARA MINHA VIDA



Os relacionamentos humanos não acontecem simplesmente—nem mesmo em Cristo. Devem ser cultivados e mantidos cuidadosamente. Por exemplo, os Filipenses faziam tudo para expressar seu amor em Cristo por Paulo. Conservaram abertas as linhas de comunicação. Paulo, por sua vez, fazia o mesmo.

RELACIONAMENTOS PROFUNDOS REQUEREM INVESTIMENTO.



Mensagem adaptada do Livro
"A Estatura de Um Cristão - Estudo em Filipenses"

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

SÉRIE - A Estatura de Um Cristão - 02

2- SANTOS E SERVOS
Pr. Dener Maia - 13/06/2012




Introdução
Na introdução desta Série de mensagens na semana passada, vimos algumas informações histórico-geográficas da cidade de Filipos. Vimos também o quanto a bíblia nos apresenta a necessidade de uma renovação – DESENVOLVENDO A MENTE DE CRSITO.

A Renovação pela qual passamos e precisamos passar após nosso encontro com Jesus, é mais do que uma renovação espiritual, afeta e transforma todo nosso ser, nossos valores, nosso caráter, nossas prioridades, nossos relacionamentos e nossa maneira de encarar a vida.



01 – VOCÊ É SANTO?



Responda a seguinte questão: Você é um Santo?
Você é um Servo ? 

O objetivo do estudo de hoje é ajudá-lo a responder corretamente a estas perguntas.



Filipenses 1:1-2 “Paulo e Timóteo, servos de Cristo Jesus, a todos os santos em Cristo Jesus que estão em Filipos, juntamente com os bispos e diáconos: A vocês, graça e paz da parte de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo.”



02 – UM EXAME DA CARTA DE PAULO



O Autor
1:1 Paulo e Timóteo servos de Cristo Jesus,



Os destinatários
a todos os santos em Cristo Jesus que estão em Filipos, juntamente com os bispos e diáconos:



A saudação
1:2 A vocês, graça e paz da parte de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo.”



03 – O QUE PAULO DISSE?



O QUE PAULO DISSE?
A. O Autor
1. O apóstolo Paulo
2. O estenógrafo de Paulo
3. Atitude deles para com Cristo



B. Os Destinatários
1. "Todos os santos"
a. Sua posição espiritual— "em Cristo Jesus"
b. Sua posição terrenal— "em Filipos"

2. Bispos e diáconos

C. A Saudação
1. Sensibilidade cultural
2. Dimensão divina



04 – O QUE PAULO QUIS DIZER?



A. O AUTOR (Fp 1.1)



1. O apóstolo Paulo
Paulo foi o grande apóstolo aos gentios (não judeus). Esta carta é uma das 13 que levam seu nome como autor. Antes da conversão se chamava Saulo e como Fariseu que era, se realizava perseguindo os Cristãos. Escreveu esta carta quando estava na prisão em Roma e depois de receber a visita de um irmão importante de Filipos – Epafrodito - que lhe levou uma oferta de amor dada pelos filipenses.



2. O estenógrafo de Paulo
Quem escreve a carta para Paulo era Timóteo a quem os filipenses conheciam e estimavam pois ele foi um dos fundadores da Igreja em Filipos. Timóteo era considerado por Paulo como um filho e ele participou da sua segunda viagem missionária indo até Filipos com Paulo como vimos em Atos 16.



3. Atitudes deles para com Cristo
Enquanto tantos pastores hoje em dia se apressam a intitularem-se “apóstolos”, “bispos”, “patriarcas”, etc, Paulo apresenta-se juntamente com Timóteo como “servos de Cristo Jesus.” A palavra SERVO aqui tem a conotação de ESCRAVO. Não no sentido de fazer por obrigação, por opressão, mas o sentimento de pessoas livres que fazem tudo com um senso de privilégio e dedicação.



B. OS DESTINATÁRIOS (Fp 1.1)



1 – “A Todos os santos”
Santo é uma pessoa “chamada” “separada” por Deus. Não é sinônimo de “super-crente”, ou de um crente acima dos outros, mas de um crente verdadeiro. Por isso é bom o complemento que Paulo dá: “santos em Cristo Jesus.” Somente estando em Cristo, gerados nele e ligados a ele é que podemos ser considerados santos.



Esta expressão aparece mais de 120 vezes nas cartas de Paulo. Para ele estar em Cristo era a condição para ser considerado um cristão.



2 – Bispos e diáconos
Dentro do grupo dos “santos”, Paulo saúda um grupo menor: os bispos e diáconos. Eles eram os líderes da Igreja. Paulo usa o termo bispo e não ancião. Ancião era um termo comum na cultura judaica que representava um líder religioso e social. O termo bispo era mais familiar à cultura grega. O bispo era aquele que supervisionava a colônia romana. Paulo pega este termo emprestado para designar aqueles que seriam os líderes da igreja.



Os bispos de Filipos eram homens nomeados para:
• ensinar doutrina,
• pastorear os crentes Filipenses,
• e gerenciar a igreja, de Deus



Esses líderes eram homens suficientemente maduros para atender às necessidades espirituais do rebanho.



05 – APLICAÇÃO PARA MINHA VIDA
Com base em tudo o que falamos, agora poderá responder melhor:



Você é um santo? Se você teve um encontro verdadeiro com Jesus, entregou sua vida a ele e o reconhece como seu único e suficiente salvador, sim, então você é um santo em Cristo Jesus, alguém separado para adorar a Deus e viver eternamente com Ele.



Você é um servo? Para ser considerado um servo, é preciso algo mais. Além de ser santo, é preciso viver uma vida de renúncia, uma vida de entrega total e incondicional. O servo vive para agradar seu Senhor, para cumprir suas ordens e para agradá-lo. Você vive dessa maneira? Uma vida para agradar a Jesus, e fazer em primeiro lugar a vontade Dele?



Caso sim, amém.
Se não, o que está faltando? Quais são os empecilhos? O que precisa ser sacrificado? O que precisa ser vencido e abandonado para que a vontade de Deus prevaleça?



  • Será a família? Esposa, o esposo, filhos, pais, etc.
  • Serão minhas atitudes ? O que leio, o que assisto, os locais onde freqüento, as amizades com quem ando?
Faça uma oração de entrega e consagração, de retorno ao primeiro amor para experimentar uma constante renovação na sua vida espiritual.
Amém.


Mensagem adaptada do Livro
"A Estatura de Um Cristão - Estudo em Filipenses"

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

SÉRIE - A ESTATURA DE UM CRISTÃO - 01

01 - A ESTATURA DE UM CRISTÃO – ESTUDO EM FILIPENSES
Pr. Dener Maia - 06/06/2012

 

Apresentação:
A maioria das igrejas do primeiro século se encontrava no processo de "desenvolver a mente de Cristo". Algumas estavam mais adiantadas do que outras neste processo de renovação.



A igreja de Filipos representa uma das igrejas mais maduras: os relacionamentos eram profundos, experimentavam unidade incomum, e com afinco procuravam ser um testemunho dinâmico no mundo.



Uma forte característica desta carta é notar o quanto ela é pessoal, percebe-se que o apóstolo Paulo estava escrevendo a um grupo de amigos a quem ele amava profundamente. Ele lhes escreve transparecendo sua preocupação com eles e não faz uso do título de apóstolo e fundador da Igreja, mas se apresenta como “servo de Cristo Jesus” (Filipenses 1.1).




RENOVAÇÃO BÍBLICA.


Renovação é a essência do Cristianismo dinâmico e a base sobre a qual os cristãos podem experimentar a vontade de Deus. Paulo deixou isto bem claro quando escreveu aos cristãos Romanos:
“E não vos amoldeis ao esquema deste mundo, mas sede transformados pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” (Romanos 12.2)



O estudo da carta aos Filipenses é um dever de toda igreja que deseja passar pela renovação bíblica. As palavras de Paulo são tão importantes para hoje como o foram para o seu tempo. Ainda mais, há lições dinâmicas para cada unidade especial da igreja—a família, marido e mulher, e também para os cristãos como indivíduos.



Quando nos encontramos com Cristo, quando passamos pela conversão em Jesus, conceitos, valores e prioridades precisam ser refeitos. Passamos a ter uma nova forma de pensar e de encarar o mundo. A nossa maneira de ver as coisas muda. O que antes era tão atraente, vai perdendo seu brilho e seu encantamento. Passamos a enxergar o quanto errado estávamos e quanto tempo perdemos longe de Jesus.



Esta renovação, onde quer que se inicie, quer seja na Igreja, na família, no casamento ou individualmente, afeta a todas as unidades sociais.



A CIDADE DE FILIPOS





Filipos foi uma cidade fundada por Filipe II pai de Alexandre Magno, no leste da Macedônia. Além de haver minas de ouro em sua região, outro fator que motivou a fundação de Filipos foi o de estabelecer uma guarnição entre Neápolis, cidade portuária, e as demais cidades do reino. A partir de 167 a.C. passa a ser considerada uma cidade romana, assim como Neápolis.



Paulo foi a Filipos na sua segunda viagem missionária (Atos 16.6). Foi a primeira vez que o evangelho foi pregado na Europa. Paulo estava em Antioquia. Separa-se de Barnabé e Marcos. Foi para Síria e Cilícia. Depois Derbe, Listra, Icônio (At 16.1). Tenta ir para a Ásia mas é impedido pelo Espírito Santo. Chega a Trôade e lá tem a visão (At 16.9). Navega de Trôade para Samotrácia e depois para Neápolis (At 16.11).



Conversão de Lídia e seu batismo,
• Cura de uma jovem adivinhadora,
• Prisão e espancamento,
• Louvor na prisão e conversão do carcereiro.



PÚBLICO ALVO



A carta de Paulo foi endereçada à Igreja de Filipos. Lá havia pessoas com realidades bem semelhantes às nossas. Havia crentes com sentimentos bem parecidos com os nossos.



Como você se sente atualmente? Você se sente:
Frustrado
• Desanimado
• Talvez se sinta perseguido
• Mal compreendido
• Escarnecido e ridicularizado.
• Um irmão na fé o decepcionou
• Você está deprimido e desiludido.
• E como está sua situação financeira? Talvez você não tenha pão suficiente na mesa, e talvez tenha!



Mas Paulo aprendeu o segredo de "viver contente em toda e qualquer situação" (Filipenses 4:11), e partilhou esses segredos com os cristãos Filipenses. Descubramos quais eram eles. Eles funcionarão para nós. também!



Filipenses 4.11-13
 “11 Não digo isso por causa de alguma necessidade, pois já aprendi a estar satisfeito em todas as circunstâncias em que me encontre.
12 Sei passar necessidade e sei também ter muito; tenho experiência diante de qualquer circunstância e em todas as coisas, tanto na fartura como na fome; tendo muito ou enfrentando escassez.
13 Posso todas as coisas naquele que me fortalece.



A tônica da carta aos Filipenses é ALEGRIA. O mais notável é que esta carta foi escrita da prisão. As circunstâncias que circundam a vida do crente não podem determinar suas atitudes para com a vida.





Mensagem adaptada do Livro
"A Estatura de Um Cristão - Estudo em Filipenses"

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...