domingo, 15 de setembro de 2013

14º DIA - "A AMIZADE NO CÍRCULO FAMILIAR" - CAMPANHA 100 DIAS DE ORAÇÃO IMPACTANDO A FAMÍLIA



14º Dia
A AMIZADE NO CÍRCULO FAMILIAR

Leitura Diária: Mateus 14

Nem todo parente é amigo. Por outro lado, como esclarece a Palavra de Deus, "Há um amigo que é mais chegado do que um irmão” (Pv 18.24b – VIB). É verdade.

É preciso lembrar, no entanto, que círculo familiar tem o mesmo DNA. E família foi o espaço que Deus nos deu para sustento e crescimento. A família cristã tem valores bem estabelecidos, e se rege pela palavra, pelo ensino e pela visão de Jesus Cristo.

Nem sempre, porém, os familiares se aturam. É o que acontece quando ocorre a chamada “rivalidade entre irmãos”, termo que conceitua o estado de animosidade entre filhos de um casal, com início, quantas vezes, na infância bem remota. Para que disso aprendamos, há exemplos concretos na Escritura Sagrada: Caim e Abel, Esaú e Jacó.

No entanto, quando o relacionamento é efetivamente saudável, queremos o melhor para os parentes de sangue. Assim aconteceu com dois irmãos que se tornaram discípulos de Jesus: André e Simão Pedro. O texto de João 1.40,41 coloca deste modo, “André, irmão de Simão Pedro, era um dos dois que tinham ouvido o que João dissera e que haviam seguido a Jesus. O primeiro que ele encontrou foi Simão, seu irmão, e lhe disse: ‘Achamos o Messias’( isto é, o Cristo)” (NVI). Que inspirador. Uma pessoa torna-se discípula de Jesus, o Mestre, e comunica esse fato a seu parente.

Um breve exame nos mostra que, na nascente igreja apostólica, muitas famílias se uniam ao redor do núcleo da fé: Jesus Cristo. Loide, Eunice e Timóteo (2Tm 1.5), o policial-carcereiro da cidade de Filipos e seus familiares (At 16.26-34), famílias várias da comunidade cristã de Roma (Rm 16.7, I 0-13, 15), além das inúmeras senhoras e famílias que sustentavam e ajudavam o ministério de Jesus Cristo.

Seria demais dizer que família é uma preciosidade a ser estimada, cuidada e amada nas orações e na proclamação da Palavra?


Oremos:
1) Por relacionamentos saudáveis no círculo familiar;
2) Para que sejamos pacificadores dentro de nossas famílias;
3) Pela salvação de nossos familiares;
4) Para que os familiares mais velhos sejam exemplos de vida cristã a serem imitados pelos mais novos;
5) Para que a proclamação do Evangelho por nossas bocas e vidas comece nas nossas famílias.











Fonte: Extraído do Livro 100 Dias de Oração
Escritor: Pr. Walter Batista - 
Igreja Batista Sião em Salvador


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...